sábado, 29 de agosto de 2009

Aos Meus Amigos




Sou grato pelo abrigo...

Pela acolhida sincera,

Por este amor que libera

A mão forte do amigo...

Grato por ser angelical,

Guardião do meu amor,

Por sempre me dar valor,

Mesmo que não retribua por igual...

Grato por compreender minha alma,

Desvendar-me em mistérios, todo o meu ser...!!!

Com carinho me fazendo entender,

Que toda alma que ama, aprende a viver.

Grato sou, pois...

O amor que transcende, transmuta...

Quando vivemos em prosas de amores,

Versarmos cânticos em louvores,

Nas oferendas... em harmônicas permutas...

Agradecendo a Deus todos os favores

De nos proporcionar ser...

Seres humanos de valores...

Dentro do que habita em nós,

O imensurável amor que flui...

Como água de um rio a correr,

Delineando o seu traçado,

Desenhado seu percurso,

Ultrapassando os obstáculos...

Vai contornado suavemente,

Montes montanhas e cascatas...

Até mesclarem-se elementares...

Na junção do fogo abrazador,

No ar que levita vapor,

Para tornar unir-se...

Na terra e nos mares...

Como almas afins,

No reencontro em seus amores.

Jorge Augusto. Em: 29/08/2009.

Nenhum comentário:

Minha lista de blogs

Minhas imagens

Minhas imagens
Ninféias

Pesquisar este blog

Seguidores